Bem vindos ao meu Blog!

É um prazer recebê-los em meu blog.
Esse espaço está reservado para todos aqueles que amam a Palavra de Deus e a tem como bússola para a vossa Caminhada.
Deus te abençoe!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

E-MAIL PARA O APÓSTOLO PAULO.

Recebi um e-mail no dia de hoje muito interessante, e meio sem tempo para escrever alguma coisa (o casamento tá chegando...) vou postar o conteúdo desse e-mail que foi enviado pelo o Pr Daniel Rocha, Pastor de uma Igreja Metodista.
Com muita inteligência e um toque de "Humor", ele escreveu algo de muito profundo e válido para os nossos dias, onde uma onda de heresias e coisas anti-bíblicas tem prevalecido no meio do povo de Deus.
Leiem e meditem nesse e-mail.


E-MAIL PARA O APÓSTOLO PAULO.

Amado apóstolo:

Estou escrevendo para colocá-lo a par da situação do Evangelho que um dia você ajudou a propagar para nós gentios, e que lhe custou a própria vida. As coisas estão muito difíceis por aqui. Quase tudo o que você escreveu foi esquecido ou deturpado.

Você foi bastante claro ao despedir-se dos irmãos em Éfeso, alertando que depois de sua partida lobos vorazes penetrariam em meio à igreja, e não poupariam o rebanho [1]. Palavras de fato inspiradas, pois isso se concretiza a cada dia.

Lembra-se que você escreveu ao jovem Timóteo, que o amor ao dinheiro era a “raiz de todos os males”[2]? Quero que saiba que suas palavras foram invertidas, e agora se prega que o dinheiro é a “solução” de todos os males.

Também é com tristeza que lhe digo que em nossa época ninguém mais quer ser chamado de pastor, missionário ou evangelista, pois isso é por demais humilde: um bom número almeja levar o título de apóstolo. Sei que em seu tempo, os apóstolos eram “fracos... desprezíveis... espetáculo para os homens... loucos... sem morada certa... injuriados... lixo e escória” [3]. Agora é bem diferente. Trata-se de uma honraria muito grande: acercam-se de serviçais que lhes admiram, quando viajam exigem as melhores hospedarias e são recebidos nos palácios dos governantes.

Eles não costumam pregar seus textos, pois você fala muito da “Graça” e da “liberdade que temos em Cristo” [4]. Isso não soa bem hoje, pois a Igreja voltou à “teologia da retribuição” da Antiga Aliança (só recebe quem merece), e liberdade é a última coisa que os pastores querem pregar à suas ovelhas.

Você não é bem visto por aqui, pois sempre foi muito humano, sem jamais esconder suas fraquezas: chegou até reconhecer contradições internas e que não faz o bem que prefere, mas o mal, esse faz [5]. Eles não gostam disso, pois sempre se apresentam inabaláveis e sem espinhos na carne como você. A presença deles é forte, a sua fraca [6], eles são saudáveis, você sofria de alguma coisa nos olhos [7], eles jamais recomendariam a um irmão tomar remédio, como você fez com Timóteo [8], mas aqui eles oram e determinam a cura – coisa que você nunca fez.

Você dizia que por amor a Cristo perdeu “todas as cousas” considerando-as refugo [9]. As coisas mudaram, irmão. Agora cantamos: “Restitui, quero de volta o que é meu!”.

Vivo em uma cidade que recebeu o seu nome, e aqui há um apóstolo que após as pregações distribui lencinhos vermelhos encharcados de suor, e as pessoas levam pra casa, como fizeram em Éfeso, imaginando que afastarão enfermidades [10]. Sim, eu sei que você nunca ordenou isso, nem colocou como doutrina para a igreja nas epístolas, mas sabe como é o povo....

Admiro sua coragem por ter expulsado um “espírito adivinhador” daquela jovem [11], embora isso tenha lhe custado a prisão e açoites. Você não se deixou enganar só porque ela acertava o prognóstico. Hoje há uma profusão de pitonisas e prognosticadores no meio do povo de Deus, todavia esses espíritos não são mais expulsos, ao contrário, nos reunimos ansiosos para ouvir o que eles têm a dizer para nós.

Gostaria de ter conhecido os irmãos bereanos que você elogiou. Infelizmente, quase não existem mais igrejas como as de Beréia, que recebam a palavra com avidez e examinem as Escrituras “todos os dias para ver se as coisas são de fato assim”[12].

Tem hora que a gente desanima e se sente fragilizado como Timóteo, o seu companheiro de lutas. Mas que coisa bonita foi quando você o reanimou insistindo para que reavivasse “o dom de Deus” que havia nele [13]. Estou lhe confessando isso, pois atualmente 90% dos pregadores oferecem uma “nova unção” para quem fraqueja. Amo esta sua exortação, pois você ensina que dentro de nós já existe o poder do Espírito, e não precisamos buscar nada fora ou nada novo!

Nossos cultos não são mais como em sua época, onde a igreja se reunia na casa de um irmão, havia comunhão, orações, e a palavra explanada era o prato principal.... as coisas mudaram: culto agora é chamado de “show”, a fumaça não é mais da nuvem gloriosa da presença de Deus, mas do gelo seco, e a palavra é só para ensinar como conseguir mais coisas do céu.

O Espírito lhe revelou que nos últimos tempos alguns apostatariam da fé “por obedecerem a espíritos enganadores” [14]. Essa profecia já está se cumprindo cabalmente, e creio que de forma irreversível.

Amado apóstolo, sinto ter lhe incomodado em seu merecido descanso eternal, mas eu precisava desabafar. Um dia estaremos todos juntos reunidos com a verdadeira Igreja de Cristo.
Pr. Daniel Rocha

Pr. Daniel Rocha é da Igreja Metodista e nos enviou este artigo por e-mail. É o autor da Primeira Epístola de Paulo aos Brasileiros

[1] At 20.23
[2] 1Tm 6.10
[3] 1Co 4.-9-13
[4] Gl 2.4
[5] Rm 7.19
[6] 2Co 10.10
[7] Gl 4.13-15
[8] 1Tm 5.23
[9] Fp 3.8
[10] At 19.12
[11] At 17.18
[12] At 17.11
[13] 2Tm 1.6
[14] 1Tm 4.1

Eu não conheço esse pastor pessoalmente, mas merece os meus parabéns pelo o que escreveu.
Meditemos nessas preciosas Palavras!

domingo, 7 de novembro de 2010

DONS E TALENTOS.

Shalom Adonay!

Mais uma vez, futucando as minha escritas que eu tenho espalhados em casa (porque eu não guardo nenhum deles, justamente para eu não me acomodar com aquilo que eu já lí um dia), achei mais um esboço interessante, falando justamento sobre Dons e Talentos, coisas bem diferentes e que nos dias atuais muitos ainda fazem confusões com isso.
Nesse pequeno esboço que eu fiz, para um dos estudos que eu ministrei na igreja Metodista Ortodoxa em Realengo, nós iremos ver um pouco mais a diferença de um para o outro.

Talentos

Talento é uma coisa bem diferente de Dom.

São três os tipos de talentos:
* Talentos Genético: Aqueles que vem da genética dos seus pais. Muitas vezes, não sempre, quando um pai é músico os filhos tem a tendência de ser músico.

*Talentos Convivência: É aquela que desenvolve no meio social onde você vive. Se andar com pessoas que exercem um certo talento, com certeza em pouco tempo você vai estar exercendo o mesmo talento.

*Talentos Divino: Aqueles que já nascem com a gente sem ter nenhuma influência genética ou social. Pessoas que nunca fizeram aula de música, mas que tocam algum instrumento.

Talento é algo que você pode usar para benefício próprio, você pode até mesmo gerar lucros com eles, o que já é bem diferente dos Dons, onde você que exercê-los em função de outrem.

Talento é algo que já nasce contigo, o Dom não, Dom você tem que "Buscar com zelo" (I Co. 12.31).

A Bíblia nos fala para nós querermos os Dons, mas para a edificação do corpo da igreja (1 Co. 14.12) pois essa é a função dos Dons.

Quando olhamos para os dias atuais, vemos pessoas que se esqueceram que os Dons não são para ter os "NOMES NAS FAIXAS" ou para ter "DESTAQUE" na igreja, outras pessoas usam aquilo que Deus os presenteou para "COBRAR" dos outros aquilo que "Recebeste de graça"  (Mt. 10.8)

Muitos estão perdido no significado da palavra Dom (Que significa "Presente"). Muitos tem pego aquilo que Deus os presenteou e tem "VENDIDO" para outros. Um exemplo disso: Quando você ganha um presente de alguém, você vende ele? E se você tiver coragem de vender, venderá sem pesar no coração? Porque afinal, aquilo que nós ganhamos de presente tem um valor enorme para a gente que recebe, não em questão de valores mateiriais, mas sim em valores sentimentais, que não tem preço que os pague.

Dons

* O Dom se usa para a edificação da Igreja, e não para o uso próprio, temos que compartilhar com os outros - (Rm. 1.11).

*Não podemos deixar faltar nenhum Dom em nossas vidas e nem no meio da Igreja até a volta de Cristo - (I Co. 1.7).

*Cada um de nós temos um Dom de Deus - (I Co. 7.7)

*Temos que procurar com zelo os melhores Dons - (I Co. 12.31 / 14.1)

*Temos que receber os Dons e progredir, não ficar estagnado - (I Co. 14.12)

* O Dom é irrevogável - (Rm. 11.29)

* O Dom mais importante é o Dom da Vida Eterna, esse que tem que ser o nosso Dom principal - (Rm. 6.23).

Meditemos todos nessas Palavras!!!

sábado, 16 de outubro de 2010

HAJA EM VÓS O MESMO SENTIMENTO!!!

"De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus" Filipenses 2:5
Na inauguração desse Blog, estava eu em casa hoje pensando no que poderia escrever para inaugurá-lo. Futucando algumas coisas aqui nas minhas pastas do micro, achei um rascunho de uma apostila que eu havia feito há algum tempo atrás para uma palestra de Encontro de Homens, onde o tema estava na carta aos Filipenses, e eu comecei a olhar e ver que devemos nos esforçar a cada dia mais, para que esses mesmos sentimentos que houveram em Cristo Jesus não venham ficar perdidos só nas páginas das Bíblias, mas que nós venhamos manter esses sentimentos vivos em nós através das nossas práticas.
Hoje, nesse meio evangélico que nós vivemos onde tudo é "RECEBA", onde o povo não priva mais pelo caráter, e a grande maioria não consegue mais viver o "Humilde e manso de coração", onde o que prevalece são os "NOMES NAS FAIXAS" e "STATUS DE HOMENS OU MULHERES DE DEUS" e não mais o status de "SERVO".
Que nós venhamos manter esses versículos vivos em nossas mentes, para que venhamos pelo menos iniciar a viver, os mesmos sentimentos que houveram em Cristo Jesus.
Marcos 8.33
Mas ele, virando-se, e olhando para os seus discípulos, repreendeu a Pedro, dizendo: Retira-te de diante de mim, Satanás; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas as que são dos homens.

Romanos 15.05
Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus.

Filipenses 4.07.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

Efésios 4.19
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.

I Coríntios 1.10.
Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.

Romanos 12.16
Sedes unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos;

Romanos 15.5
Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus.

2 Coríntios 13.11
Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco.

Gálatas 5.10
Confio de vós, no Senhor, que nenhuma outra coisa sentireis; mas aquele que vos inquieta, seja ele quem for, sofrerá a condenação.

Efésio 4.19
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.

Meditemos nessas Palavras!